Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Temas > Assista um filme > Protesto contra o terror
Início do conteúdo da página
Temas

Protesto contra o terror

Publicado: Sexta, 08 de Fevereiro de 2019, 12h36 | Última atualização em Sexta, 08 de Março de 2019, 11h56 | Acessos: 312

 

 

 

No dia 27 de agosto de 1980, pouco depois do horário de almoço na sede da OAB (Rio de Janeiro) um envelope endereçado ao presidente do Conselho Federal da entidade, Eduardo Seabra Fagundes, foi aberto por Lydia Monteiro da Silva, secretária do Conselho. O envelope era, na verdade, uma bomba, que acabou por matar a funcionária poucas horas depois da explosão. O atentado ocorreu justamente quando a seccional do Rio e de São Paulo da OAB pressionavam para que os agentes e ex-agentes de órgãos públicos suspeitos de estarem envolvidos no sequestro do jurista Dalmo Dallari em julho daquele mesmo ano fossem investigados. Na época, o governo federal demonstrou pouco interesse na resolução do caso, que chocou a opinião pública e levou cerca de 4 mil pessoas ao cemitério São João Batista. Protestos contra o recrudescimento da atuação terrorista de grupos interessados na manutenção da ditadura militar também se espalharam.

Em 1980, a Lei de Anistia já havia sido aprovada e vários exilados já retornavam ao país. O caminho da redemocratização “permitida” e organizada pelo próprio governo militar desagradava setores dentro das Forças Armadas e dos apoiadores do golpe, e atentados a bomba que ocorreram durante o período – o mais notório deles, o atentado no Riocentro em abril de 1981 – eram percebidos por boa parte da sociedade brasileira como um movimento destes setores radicais para tentar desestabilizar o processo democrático. Vários indícios acabaram por vir a público, acentuando a percepção de que setores extremistas dentro das forças armadas estavam envolvidos nos atentados.

O filme aqui exibido pertence ao fundo Divisão de Censura de Diversões Públicas, e não possui referência de origem.

Passeata de estudantes em protesto pela morte de D. Lydia Monteiro (em atentado na sede da O.A.B.)          BR RJANRIO NS.0.PGV.9. Rio de Janeiro, [1980]. Divisão de Censura de Diversões Públicas.

Sugestões de leitura:

http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-tematico/riocentro-atentado-do

FERREIRA, Jorge e dELGADO, Lucília de Almeida Neves (orgs.), O tempo da ditadura: regime militar e movimentos sociais em fins do século XX, Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2003

MATHIAS, Suzeley K. "Distensão no Brasil: o projeto militar," Campinas Papirus, 1995

MOTTA, Marly."Dentro da névoa autoritária acendemos a fogueira..."- a OAB na redemocratização brasileira (1974-80). Revista Culturas Jurídicas. Rio de Janeiro, v.3, n.1, p.1-29, jan./jun.2008. Disponível em: <http://www.culturas juridicas.com.br.>. Acesso em: 08 de fevereiro de 2019.

 

Comments powered by CComment

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página