Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Em meio ao caos

Publicado: Quinta, 29 de Novembro de 2018, 12h30 | Última atualização em Segunda, 10 de Dezembro de 2018, 16h28 | Acessos: 76
imagem sem descrição.

Na noite de 11 de maio de 1969, um incêndio se alastrou na chamada favela do Pinto, localizada entre a Lagoa e o Leblon, bairros altamente valorizados da zona sul carioca. Milhares de pessoas ficaram desabrigadas, e centenas de barracos foram destruídos.

A Coordenação de Habitação de Interesse Social da Área Metropolitana (CHISAM) promoveu o maior programa de remoção de favelas que o Rio de Janeiro já viu. A política de erradicação de favelas ganhou corpo com a ditadura militar, mas já vinha sendo delineada desde a década anterior. Mas foi com a criação da CHISAM que ela se tornou sistemática, desalojando cerca de 175 mil moradores de 62 favelas. Embasados na posse ilegal (informal) das terras ocupadas, e justificando suas ações com uma suposta insalubridade e irreversibilidade da situação do favelado, os agentes do Estado impuseram a milhares de famílias um novo local de moradia, em geral parques proletários e conjuntos habitacionais fora das áreas nobres da cidade. Em contrapartida, o governo oferecia a posse legal do novo lar, além de facilidades na nova casa e no novo lar (praças, escolas, utensílios).

Misteriosos incêndios ocorreram em algumas comunidades, e talvez o mais notório deles, o da favela da Praia do Pinto, ocorreu onde a CHISAM atuou primeiro. Apesar da resistência, que permaneceu até o dia do incêndio, famílias já vinham se mudando para a Cidade Alta (Cordovil), às margens da avenida Brasil. Embora as autoridades neguem, moradores afirmam que pessoas morreram durante o incêndio, que entre a população da cidade e especialmente da própria favela, foi tido como criminoso e jamais foi esclarecido.

Esta matéria do nosso site traz uma reportagem exibindo a remoção na favela Getúlio Vargas, em 1964 http://brasilrepublicano.an.gov.br/temas/83-remocoes.html

Imagem: BR_RJANRIO_PH_FOT_04440_029. Correio da Manhã.

Recomendação de leitura:

BRUM, Mário Sergio. Ordenando o espaço urbano no Rio de Janeiro: o programa de remoção da CHISAM e as ‘utilidades’ para os favelados (1968-1973). XIV Encontro Regional da Anpuh. Rio de Janeiro, 2010. http://www.encontro2010.rj.anpuh.org/resources/anais/8/1276733458_ARQUIVO_AnpuhRJ2010.pdf acessado em 29/11/2018

___________ Memórias da remoção: o incêndio da praia do pinto e a 'culpa'do governo. XI Encontro Nacional de História Oral. Rio de Janeiro, 2012. http://www.encontro2012.historiaoral.org.br/resources/anais/3/1339790201_ARQUIVO_MemoriasdaRemocaoABHO2012.pdf acessado em 29/11/2018  

 

Comments powered by CComment

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página