Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Varre vassourinha

Publicado: Quarta, 24 de Outubro de 2018, 14h13 | Última atualização em Sexta, 09 de Novembro de 2018, 15h44 | Acessos: 78

Outubro de 2018 é o mês das eleições presidenciais, o cenário é de ceticismo e pessimismo quanto às possibilidades da democracia brasileira, ainda tão jovem. O clima de instabilidade institucional que aflige o país desde 2016 não é novidade na história da nossa República. O otimismo e a esperança dos anos dourados da década de 1950, daria lugar, já nos primeiros anos de 1960, a uma grave crise política e econômica que teve como vértice o golpe militar de 64, instaurando um governo autoritário que durou mais de vinte anos. A fotografia acima retrata um episódio chave dentro desse contexto político, o que você saberia dizer sobre a imagem? Quando e onde foi tirada? O que ela registra?

A imagem foi registrada por um dos fotógrafos da Agência Nacional em 31 de janeiro de 1961 durante a posse de Jânio Quadros, primeiro presidente a governar o país a partir da nova capital, Brasília. A transmissão do cargo ocorreu diante do público no Parlatório, num clima de otimismo e esperança. Tendo como símbolo de campanha a vassoura e prometendo varrer a corrupção do Brasil, Jânio foi eleito com a maior votação absoluta obtida até então. No entanto, em agosto do mesmo ano, renunciou ao cargo, colocando em cheque o sistema democrático brasileiro. Seu sucessor direto, João Goulart – vice-presidente pela chapa PSD-PTB (à época, a legislação eleitoral permitia que presidente e vice fossem eleitos por chapas distintas) –, foi impedido de assumir pelos ministros militares que se instituíram num quarto poder. Jango, reputado como partícipe do comunismo internacional, só tomaria posse efetiva após a implantação de um sistema parlamentarista que limitou seus poderes. Em 1963, após plebiscito, decidiu-se pelo retorno ao presidencialismo, mas Jango, imobilizado pelo Congresso, não conseguiu implantar as reformas de bases, engendradas como responsáveis pela superação do subdesenvolvimento e diminuição das desigualdades sociais no Brasil. A polarização da sociedade brasileira estava dada e o clima de radicalização política tomou conta do país: nas ruas, a população mobilizada pelos principais grupos de esquerda pressionava pelas reformas, enquanto círculos conservadores consideravam Jango uma ameaça comunista. Sob a evasiva da manutenção da segurança nacional, em abril de 1964, a ordem constitucional é rompida: os militares assumiriam o poder, mergulhando o país numa ditadura que durou mais de duas décadas.

Imagem: Posse de Jânio Quadros. 31 de janeiro de 1961. Agência Nacional. BR RJANRIO EH.0.FOT.PRP.07713.44.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Comments powered by CComment

registrado em:
Fim do conteúdo da página